Rival do Bahia, Independiente é barrado no aeroporto de Salvador

Adversário do Bahia no jogo previsto para as 19h15 desta terça-feira (4) pela terceira rodada da Copa Sul-Americana, em Pituaçu, o time do Independiente, da Argentina, teve problemas tão logo pisou no aeroporto de Salvador, ainda no início da noite de segunda. Alguns jogadores foram barrados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) porque testaram positivo para covid-19 e acabaram impedidos de entrar no Brasil. A situação teve início por volta das 19h, pouco depois do desembarque do voo proveniente de Buenos Aires, e se arrasta até esta madrugada.

O curioso é que os jogadores fizeram testes na Argentina, antes da viagem, atendendo ao protocolo da Conmebol, e os resultados deram negativos. Eles tiveram covid-19 recentemente, ficaram afastados e, depois de ter alta médica, se reintegraram ao elenco. Ao chegar a Salvador, toda a delegação foi submetida a novos exames PCR e dessa vez alguns resultados deram positivo. Segundo o site GE, oito atletas testaram positivo no aeroporto. Já o argentino Olé cita três. 

O Independiente apresentou os laudos que dispõe, mas não foram aceitos pela Anvisa. O clube apelou à confederação e a dirigentes do Bahia para resolver o imbróglio. Segundo o diário Olé, até o embaixador da Argentina no Brasil, Daniel Scioli, foi acionado.

Em uma postagem feita nas redes sociais no início desta madrugada, o Independiente reclamou do tratamento recebido. “Apesar de haver apresentado toda a documentação requerida, as autoridades sanitárias não dão resposta e geram uma demora de mais de cinco horas, sem prover água nem comida para os presentes”. 

Fonte: Correio