Paulo Gustavo tinha relação próxima com BH: marido e muitas histórias

Paulo Gustavo costumava frequentar Belo Horizonte esporadicamente não só por motivos pessoais – a família do marido, Thales Bretas, mora aqui – mas profissionais. A última vez em que  se apresentou na capital mineira foi com o espetáculo “O Filho da Mãe”, em maio de 2019, no extinto KM de Vantagens Hall.

A produção resgatava, principalmente, a faceta de intérprete de Déa Lúcia, mãe de Paulo, que foi cantora na noite e tinha até um grupo.  No palco e acompanhando de um grupo de músicos, mãe e filho contaram causos e cantaram clássicos da música popular brasileira. Como sempre, o artista se apresentou para uma plateia lotada. 

Mas nem tudo foram flores na passagem de Paulo Gustavo por BH. Naquele mesmo ano, em janeiro, o artista passou por uma experiência um pouco desagradável. Na temporada de “Minha Mãe é uma Peça” no Palácio das Artes, o ar-condicionado pifou e a luz se apagou.

O comediante fez uma postagem na época afirmando que “até que o teatro esteja em totais condições de receber público e artista, nós não iremos mais nos apresentar nele”. E disse que realmente foi complicado encenar naquele momento e lamentou, sobretudo, o descaso com o público.

Fonte: Agencia Brasil