Na estreia do Brasileirão, Bahia vence o Santos por 3×0

O Bahia não economizou nos gols na estreia do Brasileirão. Na noite deste sábado (29), o tricolor venceu o Santos por 3×0, em Pituaçu. Os tentos tiveram as assinaturas de Thaciano (duas vezes) e Juninho. O time comandado por Dado Cavalcanti construiu o placar nos sete minutos iniciais do segundo tempo 

O torcedor do Bahia precisou ser paciente. O time apresentou um futebol burocrático e morno no primeiro tempo. Produziu muito pouco, não usou da velocidade e ameaçou pouco o adversário. Na volta do intervalo, no entanto, o Esquadrão mostrou postura completamente diferente e garantiu o triunfo na primeira rodada do campeonato. 

Apesar de não ter balançado a rede, Rossi foi um dos destaques do jogo. Veloz e acertivo, serviu Thaciano duas vezes e deu trabalho para o Santos em outros lances. Destaque também para Daniel, que participou dos dois primeiros gols e deu a assistência para o de Juninho. 

O JOGO

O primeiro lance ofensivo do jogo foi protagonizado pelo Bahia. Aos quatro minutos, a defesa do Santos cochilou e o tricolor roubou a bola. Gilberto ajeitou para Thaciano, que chegou chutando, mas errou a pontaria e mandou para fora. A partida só voltou a ter nova dose de emoção aos 35 minutos, quando Jean Mota aproveitou saída de Mateus Claus da pequena área e arriscou a batida, mas viu a redonda sair pela linha de fundo. 

Nos minutos finais, Rodriguinho recebeu lançamento, saiu na cara do gol e finalizou. A bola tirou tinta da trave, mas foi para fora. A arbitragem marcou impedimento, mas o camisa 10 tricolor estava em posição legal. O Santos também teve a chance de abrir o marcador antes do intervalo. Aos 45, Pirani cruzou para a área, Lucas Braga ajeitou e Marinho chutou forte contra a meta. Só não estufou a rede porque Mateus Claus fez ótima defesa. 

Os gols estavam reservados para a etapa final e não demoraram a sair. O Bahia abriu o placar 37 segundos após o recomeço do jogo. Daniel levantou na área, Pará cortou errado, a bola sobrou na direita para Rossi e ele cruzou na medida para Thaciano, que chegou livre para estufar a rede: 1×0.

A torcida tricolor voltou a comemorar pouco tempo depois. E até pareceu que era replay. Aos três minutos, Daniel roubou a bola no meio-campo e tocou para Patrick. O volante serviu Rossi na direita, que cruzou para a área e viu Thaciano aparecer outra vez para ampliar o marcador: 2×0. Foi a sexta assistência de Rossi, garçom do time na temporada.

O terceiro também não demorou a sair. Aos sete minutos, Daniel fez lançamento para a área, Juninho subiu sozinho e, de cabeça, marcou mais um para o Bahia: 3×0. O Esquadrão voltou a investir contra a meta quando Daniel tabelou com Renan Guedes e chutou para fora. O Santos arriscou com Marcos Guilherme, mas ele mandou por cima do travessão.

PRÓXIMO JOGO

O Bahia volta a entrar em campo pelo Brasileirão no próximo sábado, dia 5 de junho, às 21h, quando visita o Bragantino, no estádio Nabi Abi Chedid. Antes, o tricolor vai enfrentar o Vila Nova, na terça-feira (3), às 16h30, no estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, em Goiânia. O confronto é o primeiro válido pela terceira fase da Copa do Brasil. A partida de volta será no dia 9, às 19h, em Pituaçu.

FICHA TÉCNICA

Bahia 3×0 Santos – 1ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro

Bahia: Mateus Claus, Renan Guedes, Conti, Juninho e Matheus Bahia; Patrick (Jonas), Daniel (Matheus Galdezani) e Thaciano (Lucas Araújo); Rossi, Gilberto (Thonny Anderson) e Rodriguinho (Maycon Douglas). Técnico: Dado Cavalcanti.

Santos: João Paulo, Pará (Madson), Kaiky (Marcos Guilherme), Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Jean Mota e Gabriel Pirani; Marinho, Kaio Jorge (Marcos Leonardo) e Lucas Braga (Ângelo). Técnico: Fernando Diniz.

Estádio: Pituaçu, em Salvador 
Gol: Thaciano, aos 37 segundos e aos 3 minutos, e Juninho, aos 7 minutos, do 2º tempo
Cartão amarelo: Marinho, Patrick, Matheus Bahia, Kaiky, Rossi
Arbitragem: Bruno Arleu de Araujo, auxiliado por Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (Trio do Rio de Janeiro).

Fonte: Correio