Dr. Jairinho é indiciado por tortura a mais uma criança

Preso por suspeita de envolvimento na morte do enteado Henry Borel, de 4 anos, Dr. Jairinho foi indiciado pela tortura de mais uma criança, ocorrida em 2015. 

A vítima, na época com 3 anos, teve o fêmur quebrado após sair apenas com Jairinho para ir a uma festa. O inquérito do caso foi concluído nessa segunda-feira (31) e o delegado Adriano França indiciou o vereador por tortura majorada e falsidade ideológica. As informações são do jornal “O Dia”.

A investigação apontou que o menino foi torturado por Jairinho em mais de uma oportunidade. Em um dos casos, Jairinho teria colocado um papel e um pano na boca da criança, e pisado na barriga dela com os dois pés. Em outra ocasião, ele teria colocado um saco na cabeça do menino enquanto rodava com ele de carro pela cidade.

A mãe da criança também foi indiciada por tortura imprópria, por não ter protegido o filho. Assim como Jairinho, ela foi indiciada por falsidade ideológica por informar, em documento público, que o menino havia sofrido um acidente de carro.

Esse é o terceiro caso em que Jairinho é apontado como responsável por torturar crianças. Ele segue preso preventivamente no Rio.

Fonte: Agencia Brasil