'Enquanto não houver vacinação em massa vamos ficar nesse sofrimento', diz Rui

A Bahia continua com números problemáticos de contaminação, ocupação de UTI e óbitos por covid-19. Foi isso que o governador Rui Costa afirmou em coletiva de imprensa na manhã desta terça-feira (1°). De acordo com ele, apesar das restrições em vigor para conter o avanço do vírus, os índices teimam em não cair.

“O número de contaminados não cai e continua havendo um revezamento entre as cidades. Quando uma melhora, outra tem um aumento de casos. Estamos em torno de 18 mil contaminados hoje, com 85% de ocupação e o número de óbitos se mantém elevado. Vamos fechar um mês difícil e enquanto não houver vacinação em massa vamos ficar nesse sofrimento”, disse Rui.

Perguntado sobre as medidas de restrição, Rui declarou que não há perspectiva ainda de encerramento destas e disse que o momento é trágico.

“Infelizmente, essa nossa tragédia diária de contabilizar mortes cada vez mais jovens continua. Se no ano passado, registramos mortes acima de 60 anos, hoje, registramos do público mais jovem que ainda não está vacinado e isso não tem diminuído. Então, não há previsão”, salientou.

Encosta em São Caetano
As declarações do governador aconteceram durante uma entrega de novas obras de contenção de encosta na Rua José Hipólito, no bairro de São Caetano. A encosta teve construção coordenada pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder) e integra o Programa Estadual de Prevenção de Desastres Naturais, em execução pela empresa, que é vinculada à secretaria estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur).  

Rui afirmou que a conclusão da obra traz qualidade de vida e segurança para mais de 3 mil moradores da região. “Isso aqui é um investimento em salvar vidas humanas, em dar dignidade e de reconhecer e valorizar o esforço das famílias que levaram anos para construir suas casas e corriam riscos de perder, além do seu patrimônio, a vida em um desabamento”, falou.

Ao todo, foram investidos R$ 2,5 milhões na obra de contenção, que tem sua porção superior na Rua José Hipólito e a parte inferior na BR 324. A solução proposta para a intervenção foi a execução de painéis com solo grampeado e com retaludamento e revestimento vegetal, além de passeio e serviço de drenagem com canaletas, tubulações e descida de água. 

*sob supervisão da chefe de reportagem Perla Ribeiro

Fonte: Correio