Nino é suspenso por sete jogos por briga na final do Nordestão

O Bahia vai ter baixas importantes para as sequências do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira (2), o Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), julgou os atletas do tricolor e do Ceará envolvidos na briga generalizada durante a final da Copa do Nordeste, no último dia oito de maio, no estádio do Castelão, quando o Esquadrão levantou o título.

Atletas denunciados, o lateral direito Nino Paraíba, o zagueiro Juninho e o meia Daniel foram punidos com suspensões. Enquanto o lateral pegou gancho de sete partidas, a pena aplicada ao meia e ao zagueiro foi de seis jogos para cada.

Pelo lado do Ceará, o atacante colombiano Mendoza foi punido com oito jogos de suspensão, Jael sete jogos e Gabriel Dias seis partidas. O órgão aplicou ainda multa de R$ 15 mil para cada clube e outros R$ 1,6 mil ao time cearense por atraso na volta do intervalo. A decisão cabe recurso.

Antes do julgamento desta quarta-feira (2), o STJD já havia aplicado suspensão preventiva por um mês ao lateral Nino Paraíba. A punição vale para competições organizadas pela CBF. Assim, Nino foi desfalque na estreia do tricolor no Brasileirão, contra o Santos, e na vitória por 1×0 sobre o Vila Nova, nesta terça-feira (1º), pela Copa do Brasil.

Caso o Bahia não consiga efeito suspensivo para as penas aplicadas, o técnico Dado Cavalcanti não poderá contar com o lateral, o meia e o zagueiro no duelo deste sábado (3), diante do Red Bull Bragantino, às 21h, em Bragança Paulista, pela segunda rodada da Série A. Vale destacar que o trio é titular absoluto do Esquadrão.

Fonte: Correio