Gravações inéditas de João Gilberto são lançadas por rádio digital

No mês em que João Gilberto completaria 90 anos de idade, a rádio Batuta, do Instituto Moreira Salles, publicou gravações inéditas do músico. São três fitas, gravadas em Salvador em 1959 e 1960. Duas delas foram captadas na casa do jurista e músico baiano Carlos Coqueijo, e a terceira é a gravação de um show de João e Vinicius de Moraes, na Associação Atlética da Bahia.

Ao todo, são 38 músicas —de autores como Dorival Caymmi, Tom Jobim, Carlos Lyra, Vinicius de Moraes e Ronaldo Bôscoli—, das quais 20 nunca foram gravadas em disco, incluindo uma composição de João Gilberto em parceria com Ronaldo Bôscoli, “Jeito de Flor” e outra de Tom Jobim e Vinicius de Moraes, “Sem Você”.

O material foi entregue pela viúva de Coqueijo à pesquisadora Edinha Diniz, que o cedeu à rádio digital do Instituto Moreira Salles. Em janeiro, uma gravação até então desconhecida de João Gilberto cantando num show em Béziers, na França, no ano de 1989, foi encontrada pelo pesquisador carioca Pedro Fontes.

No áudio, o criador da bossa nova canta e toca no violão o samba-enredo “Caymmi Mostra ao Mundo o que a Bahia e a Mangueira Têm”, que consagrou a Estação Primeira de Mangueira como campeã do Carnaval de 1986. A composição é de Ivo Meirelles, Paulinho e Lula. Criador da bossa nova, o cantor e compositor João Gilberto morreu em 2019, aos 88 anos, no Rio de Janeiro.

Fonte: Correio