Vitória perde do Inter em casa e sai em desvantagem na Copa do Brasil

O reencontro do Vitória com o Internacional não foi como o torcedor sonhava. Responsável por eliminar o Colorado nas edições da Copa do Brasil de 2004 e 2018, o Leão viu o rival sair do Barradão com o triunfo, na noite desta quinta-feira (3). Thiago Galhardo, de pênalti, marcou o único gol da partida, válida pela ida da terceira fase da competição nacional.

Foi a primeira derrota do Leão na atual edição do torneio. Antes, o rubro-negro havia vencido fora de casa o Águia Negra por 1×0 na primeira fase e o Rio Branco, em Salvador, por 2×0, na segunda fase.

Com o resultado, o Vitória vai para o jogo de volta precisando ganhar por dois gols de diferença. Se devolver o placar, a vaga nas oitavas de final será decidida nos pênaltis. Já o Inter precisa de apenas um empate. O próximo encontro está marcado para a próxima quinta-feira (10), às 21h30, no Beira-Rio, em Porto Alegre. 

O atacante Ronan, o volante Lucas Silva e o meia Bruno Oliveira seguirão fora, já que atuaram na Copa do Brasil por outras equipes. O primeiro jogou pelo Atlético de Alagoinhas, enquanto os outros dois entraram em campo pela Caldense. 

Sem emoção

O Vitória entrou em campo com duas mudanças em relação ao jogo passado, contra o Guarani, pela estreia na Série B. Como prometido pelo técnico Rodrigo Chagas, o zagueiro Wallace, capitão da equipe, voltou a aparecer entre os titulares, após se recuperar da covid-19. Outra alteração foi a entrada do volante Fernando Neto, substituindo João Pedro.

O início da partida teve pressão do Leão. Com marcação adiantada, o rubro-negro tentava incomodar a saída de bola do Internacional. Podia ter dado certo aos seis minutos, quando Saravia errou e David ficou com a redonda, mas ele adiantou e o goleiro Daniel recuperou. 

Aos poucos, porém, o Vitória reduziu o ritmo e passou a deixar o Colorado com a bola. O visitante, por sua vez, tinha a posse e o controle das ações, mas sem agressividade. Mostrava muita lentidão e abusava dos passes para trás e para o lado. 

Só aos 34 minutos, veio o primeiro lance de perigo na partida, a favor do Leão. Guilherme recebeu na direita, deixou Moisés para trás e arriscou de fora da área. Daniel, porém, voou e evitou o gol rubro-negro.

O Inter respondeu quatro minutos depois, quando Taison tocou para Patrick, que acionou Edenilson. Só que o camisa 8 chutou longe do gol de Ronaldo.

Pênalti

O Inter voltou para o segundo tempo mais ligado. Aos cinco minutos, assustou, quando Taison deu ótimo passe para Caio Vidal, livre, mas o atacante chutou em cima de Ronaldo, para alívio rubro-negro.

O Colorado seguiu trabalhando mais no campo do ataque, pressionando, mas não criava outros grandes lances de perigo. Já o Vitória, que não sofria muito, também não era agressivo e deixava o visitante jogar.

Aos 26 minutos, veio o gol do Internacional. Thiago Galhardo foi agarrado dentro da área por Wallace e o árbitro assinalou o pênalti. O atacante bateu, Ronaldo chegou a tocar na bola, mas ela entrou: 1×0.

O Vitória tentou o empate aos 33, quando, após escanteio, Gabriel Bispo subiu sozinho, mas mandou por cima do gol de Daniel. O Colorado respondeu no minuto seguinte: Taison recebeu na intermediária e arriscou o chute. A bola desviou em Wallace e explodiu no travessão.

No fim, aos 39, o Leão ficou pedindo pênalti, após Roberto tentar passar por Lucas Ribeiro e cair. A arbitragem, porém, disse que não foi nada, e mandou o jogo seguir. O placar foi selado e o Inter garantiu o triunfo no Barradão.

FICHA TÉCNICA

Vitória 0x1 Internacional – Terceira fase da Copa do Brasil

Vitória: Ronaldo, Raul Prata, Marcelo Alves, Wallace e Pedrinho (Roberto); Gabriel Bispo, Fernando Neto (Cedric) e Soares (João Pedro); David, Guilherme Santos (Ygor Catatau) e Samuel (Samuel Granada). Técnico: Rodrigo Chagas.

Internacional: Daniel, Renzo Saravia, Lucas Ribeiro, Víctor Cuesta e Moisés; Johnny, Edenilson (Boschilia) e Taison (Mazetti); Caio Vidal (Lucas Ramos), Patrick (Maurício) e Yuri Alberto (Thiago Galhardo). Técnico: Miguel Ángel Ramírez.

Estádio: Barradão
Gol: Thiago Galhardo, aos 27 minutos do segundo tempo;
Cartão amarelo: Guilherme Santos, Soares e Rodrigo Chagas (técnico), do Vitória; Taison e Lucas Ribeiro, do Internacional;
Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique (RJ), auxiliado por Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO)

Fonte: Correio