Curada de covid é pedida em casamento em Itapuã e noivo brinca: "de uma laranjada para entrar em outra"

A auxiliar administrativa Rosana Ferreira, 33 anos, vai terminar a quinta-feira (10) com dois motivos para sorrir. Isso porque, depois de passar por uma barra e  ter ficado mais de uma semana internada por causa de complicações da covid-19, ela foi surpreendida por seu companheiro,  Adriano Santos, 33, na hora que saia do Hospital de Campanha de Itapuã. 

Aplaudida pelos profissionais e em cadeira de rodas, Rosana se emocionou ao ver o companheiro e a filha do casal. Adriano, inclusice, fez graça na hora de pedir a mão da amada.

“Você acabou de sair de uma laranjada para entrar em outra agora”, disse ele, ao entregar as alianças. 

Rosana ficou internada por 11 dias, com passagem pela UTI e pela enfermaria do Hospital de Campanha de Itapuã, unidade de saúde da Prefeitura de Salvador, gerida pela Liga Álvaro Bahia, que mantém o Martagão Gesteira. Ainda emocionada, ela não escondeu a felicidade após aceitar o pedido.

“Estou muito feliz. Não esperava por isso. São duas felicidades: a alta médica e ser pedida em casamento. Eu tive sintomas muito fortes. Foi horrível, mas agora estou recuperadíssima”, comemorou

Fim da enrolação

Adriano admitiu que tomou a decisão depois de nove anos de relacionamento após tomar o susto com a internação da amada e imaginar como seria a vida sem ela. 

“Eu já enrolava ela durante nove anos. Depois dessa situação, aí eu vi que era o momento certo. Quando tive a sensação que podia perdê-la pra covid, eu tive que fazer essa ação. Há três dias eu tive a coragem e a decisão de pedí-la em casamento pra sacramentar tudo”, relata.

Fonte: Correio