Envio de 3 milhões de doses da vacina da Janssen ao Brasil é adiado

A chegada de 3 milhões de doses de vacinas da Janssen que estava prevista para a terça-feira (15) foi adiada, confirmou o Ministério da Saúde.

A pasta confirmou em nota a suspensão temporária e diz que ainda aguarda uma nova previsão de quando o lote vai chegar. O Ministério da Saúde havia informado no sábado que as vacinas chegariam amanhã.

“A pasta aguarda confirmação da data por parte do laboratório, mas a expectativa é de que as doses cheguem ainda esta semana ao país em três remessas”, diz o texto. Em evento, o ministro da Saúde Marcelo Queiroga disse acreditar chegue em breve. “Ainda não sei detalhes. Mas quarta deve chegar”, disse.

Não foi informado o que motivou o adiamento. A Janssen diz ue segue em diálogo com as autoridades “com objetivo de disponibilizar a vacina no país o quanto antes”.

A medida aconteceu depois que a agência reguladora de medicamentos dos EUA, a FDA, ampliar o prazo de validade das doses que estavam no país e devem seguir para o Brasil. Inicialmente, a data de vencimento era 27 de junho, mas foi ampliada para 8 de agosto.

A farmacêutica fez pedido similar à Anvisa, que regula as vacinas no Brasil. O prazo de validade das doses de vacina da Janssen é de 3 meses, mas o pedido é para mudar para 4,5 meses. A Anvisa deve dar um parecer sobre o tema ainda esta semana.

O contrato do Brasil prevê entrega de 38 milhões de doses da Janssen este ano, de julho a dezembro. Na intenção de acelerar, o Ministério da Saúde conseguiu liberação para junho de um lote de 3 milhões, que por conta da proximidade do vencimento seria enviada somente às capitais, segundo plano inicial da pasta. Na Bahia, a Secretaria da Saúde (Sesab) anunciou que doses ficariam com a capital, cidades da Região Metropolitana de Salvador. além de Santo Amaro, Conde e Saubara.

Fonte: Correio