Lorem ipsum dolor.

Leo Pericles defende criação de polícia comunitária

Discursando para estudantes na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o candidato à presidente da República pela Unidade Popular (UP), Leo Pericles, defendeu hoje (28) uma mudança nas políticas de segurança pública. Ele criticou as estruturas existentes e defendeu a criação de um polícia comunitária.

“Temos que acabar com o entulho da ditadura que tem não só nas políticas, mas também no judiciário. É preciso criar uma polícia comunitária. Extinguir essas que existem e criar uma comunitária que tenha condição de diálogo permanente com a comunidade. E buscar resolver problemas que existem porque as pessoas estão desempregadas, estão deprimidas e não têm perspectiva de vida”, disse.

O candidato afirmou que a maior parte dos crimes não são sequestros, estupros e assassinatos e sim crimes contra o patrimônio. Segundo ele, só o socialismo oferece uma resposta para esse cenário. “É preciso resolver as condições materiais de vida das pessoas ou não muda as condições da segurança pública no Brasil”, reiterou.

Notícias relacionadas:

  • Nove estados anunciam Lei Seca no dia das eleições.
  • Drones ajudarão na fiscalização contra crimes eleitorais no DF.

O candidato afirmou que a maior parte dos crimes não são sequestros, estupros e assassinatos e sim crimes contra o patrimônio. Segundo ele, só o socialismo oferece uma resposta para esse cenário. “É preciso resolver as condições materiais de vida das pessoas ou não muda as condições da segurança pública no Brasil”, reiterou.

Fonte: Agência Brasil

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com